O que é Marketing Digital?

Com tantas vantagens, você não vê a hora de começar a aplicar essa estratégia em seu negócio, não é? Mas como fazer marketing digital?


Bem, como a internet é um universo bastante amplo e a tecnologia não para de evoluir, não existe uma única maneira de fazer marketing digital.


Na verdade, existem dezenas de estratégias de marketing digital e novas táticas aparecem todos os dias. Porém, todas elas têm como objetivo fortalecer uma marca e estreitar o relacionamento com o público.



8 principais tipos de estratégias de marketing digital


Abaixo, você confere as estratégias mais comuns do mercado:


1. Inbound marketing


O inbound marketing, também chamado de marketing de atração, tem como objetivo atrair as pessoas, despertando o interesse do público nos produtos e serviços da marca.


Nessa estratégia, as empresas procuram compreender as dores e necessidades dos clientes em potencial para oferecer soluções mais assertivas para seus desejos e necessidades.


Ao contrário do marketing tradicional, onde o consumidor é passivo e apenas recebe a mensagem, no inbound ocorre o contrário. É o cliente que procura a empresa quando percebe que tem um problema.


Essa estratégia permite estabelecer um canal de comunicação e relacionamento com o público, criando uma audiência cativa e fiel.


E com a internet e as ferramentas digitais, existem diversas maneiras de fazer esse processo de atração. O mais comum é a produção de conteúdo, ou seja, informações relevantes e que ajudam a resolver problemas.



2. Marketing de conteúdo


Como explicamos, uma das maneiras de despertar o interesse do público em sua marca é oferecer conteúdos e informações relevantes, que o ajude a solucionar seus problemas. Esse é justamente o objetivo do marketing de conteúdo.


Mas, para isso, é fundamental conhecer bem sua persona, que é o perfil de seu cliente ideal. Com isso, fica fácil criar conteúdos mais direcionados, que conversam diretamente com as dores do público, e, assim, gerar mais brand awareness para a marca, atrair tráfego qualificado e gerar leads.


Para aumentar ainda mais o alcance desses conteúdos, é importante oferecê-los em canais que o público-alvo costuma utilizar. Existem diversos meios para isso e os mais comuns são:


  • Blog: Criar e alimentar um blog é a estratégia de marketing de conteúdo mais comum e também uma das mais interessantes. Afinal, o blog é um canal exclusivo de seu negócio, sem qualquer tipo de interferência comum em outros canais. Lá, você pode publicar o que quiser, quando quiser e do jeito que quiser, com total liberdade sobre os conteúdos produzidos. Ter um blog ainda permite que sua marca ganhe relevância na rede e conquiste as primeiras colocações em mecanismos de busca. Isso dá mais visibilidade e aumenta as chances de atrair novos clientes. Segundo dados da Hubspot, empresas B2B que possuem blog geram 67% mais leads do que as empresas que não têm.


  • Site: Por mais que seu negócio já tenha um blog, não pode deixar de ter também um site institucional. Isso porque ele funciona como a casa da marca, reunindo em um só lugar as informações mais relevantes sobre seu negócio. Dessa maneira, quando alguém pesquisar informações sobre você e seus serviços, terá mais segurança de que seu negócio é realmente confiável. Além disso, o site pode servir como um canal onde as pessoas podem solicitar seus produtos e serviços, tirar dúvidas e entrar em contato com você.


  • Redes sociais: Outro excelente canal para interagir, se comunicar com o público e oferecer conteúdo de qualidade são as redes sociais. Já não dá mais para falar em marketing digital sem citar as mídias sociais. Isso porque esses canais se tornaram extremamente populares entre as pessoas. Principalmente aqui no Brasil, onde 88% da população utiliza esses serviços. Facebook, Instagram, YouTube, Twitter… Além de interagirem entre si, os usuários desses canais também podem se aproximar de suas marcas favoritas, buscando informações sobre seus produtos e serviços. Assim, uma estratégia de marketing de conteúdo que inclua a gestão de mídias sociais pode ajudar a aumentar o alcance, a visibilidade e o número de vendas de seu negócio. Segundo o site Iron Paper, 93% das decisões de compra são influenciadas diretamente pelas redes sociais.


  • Materiais educativos: Às vezes, um simples blogpost ou uma publicação no Facebook não traz informações suficientes para o público. Nesses casos, um conteúdo mais aprofundado pode ser necessário. E-books, infográficos, tutoriais e webinars são apenas alguns exemplos de materiais educativos capazes de responder às dúvidas da audiência. E o melhor de tudo é que você ainda pode condicionar o acesso a esses materiais a um cadastro em landing page. Dessa maneira, você trabalha a geração de leads de seu negócio.



3 Vídeo marketing


Os vídeos estão se transformando no tipo de conteúdo mais pedido e consumido pelos internautas. E faz sentido, já que são mais fáceis de consumir e entender do que um texto, por exemplo.


De acordo com a Pesquisa Video Viewers do Google, entre 2014 e 2018, o consumo de vídeos na internet cresceu em 135%, enquanto a TV apresentou apenas 13% de aumento.


E com os avanços tecnológicos dos últimos anos, empresas de qualquer porte podem entrar no universo da produção audiovisual. Por causa disso, diversas empresas estão apostando no vídeo marketing como a base de suas estratégias de marketing digital.


Além disso, os vídeos são bastante versáteis e se encaixam em praticamente qualquer estratégia de marketing. Você pode fazer vídeo aulas, transmissões ao vivo, webinars, vídeos de demonstração de produtos, entre outros formatos.



4. E-mail marketing


O correio eletrônico não morreu e a prova disso é a grande quantidade de negócios que usam o e-mail marketing para se comunicarem com o público.


Essa estratégia consiste no envio de mensagens de e-mail para uma lista de contatos e pode ser utilizada para fortalecer a marca, divulgar produtos e serviços, se comunicar com potenciais clientes e vender.


E os números confirmam o poder desse canal. Segundo dados do Hubspot, negócios que utilizam o e-mail marketing conseguem gerar até 50% mais leads qualificados, com mais chances de comprar.


Uma grande vantagem desse tipo de conteúdo é que ele permite segmentar as listas e acompanhar de perto dados como alcance, abertura e respostas.



5. SEO


Não adianta criar conteúdos incríveis se ninguém na internet for capaz de encontrá-los. E é para fazer sua marca ter mais visibilidade e credibilidade na rede que existe o SEO, ou Search Engine Optimization.


A otimização para mecanismos de busca tem como objetivo levar um conteúdo para as primeiras posições nos resultados de busca e, assim, atrair tráfego orgânico (ou seja, sem pagar por anúncios).


E por que isso é importante? Simples. Dados de uma pesquisa da Internet Marketing Ninjas sobre cliques orgânicos no Google constatou que o primeiro lugar ganha 21% dos cliques, o segundo 10% e o terceiro 7%.


Ou seja, é fundamental apostar no SEO para atrair tráfego orgânico e qualificado para seus canais.


Funciona assim: os sites de pesquisa, como o Google, classificam conteúdos online de acordo com sua relevância para o usuário. Então, o SEO busca otimizar essas páginas de modo a mostrar aos motores de busca que seu site ou blog oferece a melhor experiência para o usuário e as respostas que ele busca.


Essas otimizações podem ser divididas em on page (que podem ser realizadas dentro da própria página) e off page (fatores externos à página).



6. Mídia paga


Não pense que o marketing digital consiste apenas em tentar atrair tráfego orgânico. Ele é o foco de grande parte das ações, já que não é necessário pagar por ele.


Entretanto, existe outra modalidade de estratégia que busca promover conteúdos por meio de anúncios: é a mídia paga, ou publicidade online.


A grande vantagem da publicidade online em relação à publicidade tradicional é a possibilidade de segmentar o perfil do público que será atingido pelos anúncios (idade, gênero, escolaridade, localização, etc).


Isso garante campanhas com mais efetividade e custo-benefício, já que os investimentos iniciais são menores e o retorno é maior.


Por fim, existem diversas formas de anunciar na internet, como links patrocinados, anúncios em redes sociais, remarketing, banners e promoção de conteúdo.



7. Marketing de afiliados


Se você possui um produto – seja ele digital ou físico – ou possui muitos seguidores nas redes sociais e blog pessoal, pode se beneficiar do marketing de afiliados.


Nessa estratégia, o afiliado divulga o produto ou serviço de um empreendedor ou empresa, (chamado de Produtor) em seu blog, site ou redes sociais. Em troca, recebe uma comissão por cada venda realizada.


Esse modelo permite ao Afiliado rentabilizar seus canais online, ao mesmo tempo em que oferece aos Produtores novos canais de divulgação. E os clientes também ganham mais canais para pesquisar sobre produtos e tomar uma decisão de compra assertiva.


Existem diversas plataformas que unem empreendedores interessados em aumentar as vendas com pessoas dispostas a divulgar produtos, como o Programa de Afiliados aqui da Hotmart.



8. CRO


Um dos aspectos mais importantes de qualquer esforço em marketing digital é a conversão. Ou seja, trazer usuários para a base da marca e levá-los até o fundo do funil de vendas.


A estratégia de CRO, ou otimização de conversão na sigla em inglês, permite saber onde as conversões não estão sendo bem exploradas em um blog ou site, realizando o que for necessário para melhorar os índices de conversão.


Durante o processo de otimização de conversão, é necessário revisar todos os pontos de contato com o lead/cliente do negócio para entender o que pode melhorar para que a conversão seja atingida.



E aí, gostou do conteúdo e quer saber mais? Então, aproveite para descobrir tudo o que você precisa saber gestão de clientes.

Compartilhe!

37 visualizações