ERP Financeiro: Motivos para investir em um sistema

Afinal, porque tantos negócios de repente estão atrás de um ERP?


Bom, os motivos falam por si só. É por isso que 81% das organizações ou estão implementando ou já implementaram o sistema, de acordo com um levantamento da Panorama Consulting Group.


Esse número é expressivo por vários motivos, mas vamos destacar um:


Nunca que tantos negócios investiriam tempo e dinheiro na implementação de uma tecnologia - o ERP Financeiro - se os sistemas não trouxessem vantagens para seus negócios.


Aqui, vale ainda destacar: a maioria desses benefícios estão relacionados a um problema central, que é a integração.


Os dados são os ativos mais importantes das empresas hoje — é uma operação bem-sucedida que deve ter a capacidade de captá-los, o espaço para armazená-los e a tecnologia para processá-los.



São três pilares da atuação do ERP, independente do seu módulo


No caso do ERP Financeiro, ele pode coletar informações de uma infinidade de fontes, como da gestão de um chão de fábrica, do armazém de estoque, dos processos logísticos, do faturamento, do setor de RH e assim por diante.


Desse modo, é possível basear toda a contabilidade do negócio nos dados integrados pelo ERP.


Mas o que, além disso, justifica abrir as portas para uma tecnologia como essa? Explicamos:


Segurança de dados e informações

O ERP Financeiro é uma tecnologia que entende a importância dos dados que fluem entre os computadores da sua empresa e os servidores na nuvem.


Afinal, por lidar com dados tão sensíveis do negócio, a segurança é um tema primordial. Sem isso, não há como obter sucesso algum.


O ERP protege as informações da sua empresa através de alta tecnologia, como criptografia.


Desse modo, o acesso é permitido apenas para quem possui autorização.


Assim, a empresa pode definir níveis de permissões, limitando a visualização, compartilhamento e edição dos dados, documentos e demais arquivos.


Padronização de atividades

Ao centralizar os processos, você pode padronizar sua execução e ainda aproximar os setores, tornando a comunicação mais transparente.


Assim, por exemplo, o setor de vendas possui as mesmas informações utilizadas pela expedição, o atendimento ao cliente e o setor financeiro.


Ou seja, se o financeiro decide congelar a conta de um cliente, ou se o atendimento ao cliente altera o cadastro e muda o endereço de um cliente, os outros departamentos podem ver isso imediatamente.


São pequenos detalhes que fazem toda diferença no dia a dia, evitando a necessidade de telefonemas ou e-mails urgentes.


Auxílio nas tomadas de decisões

No mundo moderno, capacidade para tomada de decisões é algo intrinsecamente relacionado ao quão bem sua empresa utiliza os dados.


O poder da análise permite que os funcionários reúnam uma ampla variedade de informações e as transformem em percepções acionáveis. Falamos de coisas como:

  • redução de custos;

  • detecção de fraudes;

  • identificação de novas oportunidades de negócios;

  • melhores maneiras de otimizar as operações atuais;

  • formas de promover um melhor atendimento aos clientes.


A plataforma permite que o gestor analise praticamente qualquer processo de negócio, com acesso a relatórios assertivos, apresentados em diferentes formatos.



E aí, gostou do conteúdo e quer saber mais? Então, aproveite para conhecer o GigaERP.


Compartilhe!

28 visualizações