top of page

Você sabe o que significa SWOT?

Uma avaliação estratégica serve tanto para investigar o mercado em que se está inserido, quanto para estudar a própria empresa. Essa avaliação pode ser realizada através de análise feita por meio de uma matriz conhecida como SWOT. A partir disso, as melhores decisões podem ser tomadas a fim de garantir que está no caminho do sucesso.

Sendo assim, a análise consiste no preenchimento de 4 quadrantes de uma matriz, os quais contemplam o cenário interno e externo. A divisão ocorre da seguinte maneira: "Strenghts" e “Weakness”, respectivamente “Forças” e “Fraquezas”, ocupam os dois quadrantes destinados aos fatores internos. Os quadrantes destinados ao ambiente externo correspondem à "Opportunities" e “Threats”, ou seja, “Oportunidades” e “Ameaças”.


Dentro do contexto interno, as forças representam os diferenciais da empresa que geram vantagens em relação aos concorrentes, como: vantagem tecnológica e preços competitivos. Já as fraquezas correspondem aos pontos fracos, um exemplo é a falta de uma equipe qualificada.


No âmbito externo, as oportunidades, por sua vez, dizem respeito às possibilidades do seu negócio prosperar ao explorar novos produtos ou segmentos de mercado. Por fim, as ameaças são os obstáculos a serem enfrentados, como concorrência ou então crises financeiras.


Em resumo, é possível destacar como os principais objetivos de uma avaliação estratégica, o desenvolvimento de estratégias que estejam alinhadas com a estrutura e a cultura da empresa e, também, entender como seu negócio pode se portar diante do mercado que está inserido.


O que posso alcançar com o uso dessa ferramenta?


Ter uma visão interna e externa do negócio.

Identificar os elementos-chave para a gestão da empresa.

Estabelecer prioridades de atuação e de decisões a serem tomadas.

Ter um “diagnóstico” da saúde da empresa: os pontos positivos, os potenciais competitivos nos quais se pode investir para aumentar o crescimento e os principais pontos críticos e de falha.

Definir posturas a fim de resolver ou minimizar os riscos e problemas levantados.


E o que significa cada quadrante da matriz?


Como vimos na imagem acima, a matriz SWOT ou matriz FOFA é composta por quatro quadrantes, em que as colunas definem os fatores positivos e negativos para análise e as linhas os fatores internos e externos. Vejamos detalhadamente o que significa cada quadrante:


O quadrante Strengths (Forças) – analisa o cenário interno e representa tudo aquilo que agrega valores e está sob o controle da organização, ou seja, as qualidades positivas da empresa, como:


Quais as melhores atividades e processos?

Quais os melhores produtos?

Quais nossos melhores recursos?

Qual nossa maior vantagem competitiva?


O quadrante Weaknesses (Fraquezas) – também analisa o cenário interno e, diferentemente das Forças, representa as fraquezas que estão sob o controle da organização, ou seja, os pontos que atrapalham e não trazem vantagens competitivas para a empresa, como:


Os funcionários estão devidamente capacitados?

As matérias-primas são de qualidade?

Os processos são confiáveis?

Conhecemos nossa concorrência?


O quadrante Opportunities (Oportunidades) – são fatores externos, que não estão sob a influência da empresa, as oportunidades quando surgem acabam por trazer benefícios para a organização. Para compreendermos melhor o conceito de oportunidades, temos como exemplos a abertura de um novo ponto comercial, a contratação de um profissional altamente qualificado disponível, a descoberta de um novo mercado ainda pouco explorado, e ainda questões como:


Há alguma maneira de alavancar as vendas?

Há alguma redução temporária de custos que venha a nos beneficiar?

Algum evento na região para aproveitar e realizar novos negócios?


O quadrante e Threats (Ameaças) – as ameaças também não estão sob o controle da empresa, porém são fatores que podem prejudicar a corporação de algum modo, portanto, a análise aqui é relacionada com desvantagens competitivas. Um exemplo pode ser à entrada de uma grande empresa no segmento, ou ainda:


Alguma nova legislação ou regulamentação que possa afetar nossa margem de contribuição?

A variação cambial pode tornar inviável a importação de matérias-primas?


Entendido os quadrantes, é necessário compreender que as análises são divididas em análise do ambiente interno e análise do ambiente externo, onde:


Internamente, faz-se a análise das forças e fraquezas internas e gerenciáveis, ou seja, ao conhecer suas forças, pode-se trabalhar para mantê-las e torná-las pontos mais fortes e cada dia. E conhecendo as fraquezas, pode tomar as ações necessárias para corrigi-las ou evitá-las.


Externamente, faz-se a análise das oportunidades e ameaças que são fatores da organização em que não se tem como manipular de forma direta.


Porém, nem por isto, deve-se deixar de monitorá-las. Uma vez que se conhecem quais são as oportunidades do ambiente em que se está inserido, pode-se atuar pró-ativamente para aproveitar as oportunidades.


E conhecendo as principais ameaças do cenário em que se encontra, é possível atuar para minimizar os riscos e impedir que as ameaças afetem os resultados da empresa.


ANÁLISE SWOT E O QUE ELA TEM HAVER COM SUCESSO OU FRACASSO DE UMA EMPRESA


De cada dez empresas, seis não sobrevivem após cinco anos de atividade, segundo a pesquisa Demografia das Empresas 2014, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano de 2016.


Neste contexto, realizar a análise estratégica do negócio seja para começar um empreendimento, ou para revisar e avaliar onde a empresa está e aonde ela quer chegar, é de suma importância para manter a empresa competitiva no mercado.


O modelo de matriz SWOT permite ao empreendedor ter uma visão holística do seu negócio, podendo desenvolver os pontos fracos e ainda potencializar os pontos fortes da empresa.


Devido a sua simplicidade, a matriz SOWT tem um papel de entendimento do posicionamento estratégico da empresa e onde ela se encontra inserida e, pode ser empregada em qualquer tipo de análise de ambiente, desde a criação de uma startup à gestão de uma empresa de grande porte.



QUAIS AS OUTRAS POSSIBILIDADES EU TENHO AO FAZER UMA ANÁLISE SWOT?


ISO 9001

É possível elaborar uma matriz FOFA baseada no padrão de qualidade ISO 9001, por exemplo. Para isso devem-se considerar todos os aspectos internos e externos da organização, identificados em cada um dos itens da norma.


Faz-se uma análise cautelosa de causas e feitos e levantamento de todos os dados. Informações que possam de alguma forma afetar a empresa tanto do ponto de vista operacional quanto estratégico.



Uma forma bem mais simples, que não precisa de um especialista para ajudar, é a ferramenta Matriz SWOT Online da Verde Ghaia. A ferramenta é um sistema automatizado totalmente adequado aos padrões da ISO.


Ela traduz todos os itens a serem levantados na forma de perguntas simples. Dessa maneira, o usuário apenas responde ao questionário com os dados da sua empresa e no final a matriz é gerada automaticamente pelo sistema.


Abertura para novas oportunidades, como o mercado de Resíduos


A técnica de análise SWOT é fácil de ser aplicada e é uma das mais populares no mundo corporativo. A utilização de softwares de gestão é uma valiosa alternativa para aplicação da SWOT de modo mais certeiro e eficaz.


Ao destinar seus resíduos corretamente, isso não é sinônimo de apenas cumprir suas obrigações legais ou de fazer um marketing verde positivo, e sim é sinônimo de geração de receita e obtenção de lucros.


Uma empresa ambientalmente responsável encontra alternativas produtivas mais viáveis econômica e ambientalmente e agrega valor e solidez à imagem da marca.


Neste contexto, alinhar o uso de um software como o Mercado de Resíduos e, a partir da geração dos relatórios, gráficos, dados gerais e setorizados obtidos, é permitido ter um diagnóstico mais preciso. A análise dessas informações favorece a estruturação da matriz SWOT juntamente com a tomada de decisões estratégicas.


54 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page