Startup: Qual sua importância?

Primeiramente, antes de falar sobre, você sabe o que é uma startup? Sabe dizer qual sua finalidade? Quais são suas características? Se você ainda não sabe, esse conteúdo é para você!

A tradução de startup é iniciante, mas por que iniciante? É simples, pois é algo que vai iniciar. Mas o que especificamente? Sim, ideias!


É uma empresa jovem com um modelo de negócio repetível e escalável, em um cenário de incertezas e soluções a serem desenvolvidas. Embora não se limite apenas a negócios digitais, uma startup necessita de inovação para não ser considerada uma empresa de modelo tradicional.



Qual sua origem?


A utilização do termo começou durante a crise das empresas ponto-com, entre 1996 e 2001. Através da conhecida “A Bolha da Internet” que adotou e começou a utilizar o termo startup, que até então apenas significava um grupo de pessoas trabalhando por uma ideia diferente e com potencial de fazer dinheiro.



Características de uma Startup


Modelo de Negócio: No modelo de negócio, o foco não é necessariamente no produto, mas no valor e, consequentemente, na rentabilidade. Em outras palavras, como o seu negócio soluciona a dor do cliente de forma lucrativa. É neste tópico que entra o desafio principal, que é a inovação, quebrar paradigmas de empresas e transformar uma solução de negócio, permitindo a expansão.


Repetível e escalável: Esses fatores são muito importantes para uma startup, pois sem eles o negócio tem uma pequena chance de sucesso. Quem investe em uma startup, não tem certeza sobre o dia de amanhã: afinal, a empresa terá como se manter financeiramente? Essa é uma pergunta essencial para esse negócio. Um produto repetível e escalável traz inúmeras vantagens, uma vez que ele promete atingir um grande número de clientes e gerar lucro de forma rápida.


Cenário de incertezas: Criar uma startup é um risco, algo cheio de incertezas, pois necessita de investimento, pois empresas que praticam startup tem como foco uma fonte de renda para assim prosseguir com suas ideias. Não há como afirmar se a ideia ou projeto de empresa irão realmente alavancar. Dessa forma, o caminho a ser trilhado e os passos que o empreendedor deve tomar são totalmente incertos.



Startup e o empreendedorismo


Para saber administrar, é preciso ter um espírito empreendedor, pois é necessário saber lidar com riscos e desafios inseridos neste contexto, por conta disto é interessante ter o perfil com tais caraterísticas:


Autonomia: esse é um dos principais motivos pelos quais as pessoas abandonam seus empregos e se tornam empreendedores. Trata-se da capacidade de assumir a responsabilidade pelas suas decisões e a independência na definição de seu sucesso.


Dedicação: não existe empreendedorismo sem comprometimento e determinação.


Disposição para se arriscar: não existe nenhum cenário em que o empreendedor não assuma algum tipo de risco. Muitas pessoas bem-sucedidas creditam o seu aprendizado e a sua evolução à capacidade de assumir riscos, de aprender com os erros e de perseverar a cada ocasião.


A questão é empreender, sobretudo, significa andar pelos próprios pés e rumo a um caminho desconhecido. É ser autônomo e dedicado o suficiente para assumir um risco e bancá-lo.



Por que startups são importantes?


Cada vez mais as inovações estão transformando a vida de milhares de pessoas. As startups vem para substituir processos “enferrujados” e revolucionar o mundo como conhecemos hoje. Essas mudanças já estão acontecendo e são parte da atualidade, muitos dos investimentos ocorrem através deste meio, pois é disso que se extraem ideias espetaculares.



Exemplos de startups de sucesso


Algumas empresas de sucesso começaram como startups, com pouco recurso e muito risco. Tropeçaram, erraram, adaptaram e deram a volta por cima. Conheça algumas delas aqui:


Netflix: Diferentemente do que todo mundo pensa, a NetFlix (ela tinha o "F" maiúsculo até 2002) é mais velha do que muitos usuários. Ela foi fundada por Reed Hastings - matemático e cientista da computação - e Marc Randolph - marketeiro e empreendedor - em 1997. Os 2 se conheceram na primeira empresa fundada por Hastings, a Atria Software, uma empresa que fazia o controle e identificação de bugs e controle de desenvolvimento para softwares mais complexos, onde Rudolph assumiu o cargo de diretor de marketing.


Em suas conversas eles viram que tinham algo em comum: ambos admiravam o modelo de negócios online que a Amazon tinha implementado e, assim como Elon Musk, os criadores do Google, e tantos outros empreendedores desta época, eles queriam descobrir algo que também pudessem vender pela internet.


O mercado escolhido foi o da locação de filmes, que girava 16 bilhões de dólares por ano nos Estados Unidos. Só havia um porém: As fitas VHS eram muito frágeis para serem despachadas via correio. Problema que foi resolvido quando eles ficaram sabendo dos tais DVD's, novidade no mercado que eram perfeitos para o envio: leves, pequenos, resistentes e cabiam em um envelope.


Google: O Google é uma empresa fundada em 4 de setembro de 1998 em Menlo Park, na Califórnia, costa oeste dos Estados Unidos. Os criadores são Larry Page e Sergey Brin, dois estudantes do curso de doutorado da Universidade de Stanford.


Hoje a empresa é uma das três mais valiosas do mundo, juntamente com Apple e Amazon. Além disso, a companhia possui hoje um grande repertório de produtos que vão muito além da Busca na web, que ainda é seu carro-chefe.


Juntos, Brin e Page decidiram dedicar seu doutorado ao estudo das propriedades matemáticas da World Wide Web, o nome "oficial" da internet. Eles assinaram uma dissertação com o título "The Anatomy of a Large-Scale Hypertextual Web Search Engine" ("A anatomia de um mecanismo de pesquisa da Web hipertextual em grande escala", em tradução livre).


O paper descrevia, basicamente, as propriedades técnicas de um buscador capaz de rastrear a web inteira e listar as páginas com base em relevância. O documento se tornaria, mais tarde, um dos textos científicos mais baixados de toda a história da internet.


Para colocar em prática as ideias da dissertação, Page e Brin criaram o BackRub, um buscador que usava a tecnologia, criada por eles, chamada de PageRank. O sistema determinava a relevância de um website de acordo com o termo de pesquisa levando em conta o número de páginas naquele domínio e quantas outras páginas, de outros sites, linkavam para ele.


Paypal: Em uma época em que ninguém imaginava que poderiam existir formas de efetuar pagamentos sem que fosse com talões de cheque ou transferências entre contas, o PayPal chegou para começar uma nova tendência que nunca pararia de crescer.


O projeto foi criado como um sistema de transferência monetária e com o nome inicial de Confinity, combinação das palavras "confidence" e "infinity", ou "confiança" e "infinito". Para que a ideia do seu novo produto começasse a viralizar, Luke Nosek pensou em oferecer um depósito de US$ 10 em cada conta cadastrada, recompensando quem indicasse novos usuários com US$ 10 por indicação. Então, o conceito agradou e foi abraçado por vendedores do eBay, que incorporaram o anúncio do PayPal em suas páginas.


Uber: Como não poderia deixar de ser a Uber também surgiu através de uma necessidade. Imagine: Estavam em Paris, em uma noite fria e com nevasca, Travis Kalanick e Garret Camp, ambos recém-milionários. Travis havia vendido por US$ 20 milhões o RedSwoosh, um serviço de compartilhamento de arquivos e Garret vendeu por US$ 75 milhões o site de buscas StumbleUpon. Eram amigos e na ocasião participavam de um evento de tecnologia e empreendedorismo na cidade. Como não conseguiam encontrar um táxi, eis que surgiu a grande ideia: imaginaram um serviço onde poderia ser possível chamar um carro com motorista particular, apenas com um toque no celular.


Os amigos então voltaram para San Francisco e “amadureceram” a ideia e em março de 2009 fundaram a empresa que no começo se chamava UberCab. O aplicativo que informava a localização do passageiro através do GPS e estava disponível para iPhone e Android foi oficialmente lançado em Julho do seguinte ano. O plano inicialmente era oferecer apenas carros executivos (como o Mercedes-Benz S550 e Cadillac Escalade), o serviço seria semelhante a um táxi de luxo.



Portanto, uma startup é um grupo de pessoas de perfil de empreendedor, caracterizado pela autonomia, dedicação e risco, à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, onde se baseia na monetização feita através de produtos em escala quase que ilimitada e de baixo custo de manutenção, apresentado em um cenário de incertezas, que atraem e pedem por valor e inovação.


Gostou do conteúdo? Para mais conteúdos assim, continue nos acompanhando.

47 visualizações

FALE CONOSCO

SUPORTE TÉCNICO
(18) 98191-9001

(18) 3643-8626

COMERCIAL

(18) 98132-8386

whatsapp-(4).png
whatsapp-(4).png
logo-header.png

Gigatron Franchising - Matriz

Rua LIberdade, 1503 – Jardim São Cristóvão

Birigui, SP 16200-374

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon

ESTÁ COM PROBLEMAS?

ouvidoria@gigatron.com.br

Copyright © 2020 Gigatron Franchising. Todos os Direitos Reservados. Nota legal - Política de Privacidade